"Racismo ao contrário": Ludmilla sai em defesa à Anitta sobre criticas de apropriação cultural


Alvo de críticas por adotar as tranças rastafári no carnaval baiano, a cantora Anitta compareceu ao sambódromo do Rio de Janeiro nesta segunda (27) com o cabelo liso e protestou afirmando que “não sabia que era proibido usar trança”. Mais tarde, na mesma noite, a funkeira Ludmilla defendeu a colega da acusação de apropriação cultural, classificando as críticas como “racismo ao contrário”.

Ludmilla deixou claro que não se sente ofendida quando vê um indivíduo branco utilizando elementos típicos da cultura negra. “Se a pessoa quer fazer a trança, tem dinheiro para comprar o material e uma mulher com tempo para fazer, que faça! Cada um usa o que quiser”, afirmou em coletiva a imprensa.

About Ridval R. Ferreira

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.