Resenha Crítica (33ª Edição): Lady Gaga- "Joanne"

Avaliação: 77.6
Lady Gaga volta às origens de antes da fama com "Joanne".

"Joanne", o tão aguardado 5º álbum de estúdio de Lady Gaga já está entre nós. Ele serve para mostrar ao mundo, muito mais do que a cantora foi capaz de mostrar até agora com seus discos antecessores.

Com "Joanne", Lady Gaga volta aos tempos de Stefani Germanotta para contar um pouco sobre a história de sua família, de origem italiana. Ela só quer ser a filha de seu pai e sua mãe, a neta de sua avó e a irmã de sua irmã neste álbum.

O disco conta com uma produção coesa e bem organizada, diferente de seu antecessor "ARTPOP", que apesar de ser um bom álbum para dançar pecou neste quesito. Podemos dizer que Mark Ronson surpreendeu os que não gostaram de "Perfect Illusion" e fez um bom trabalho.

Os grandes destaques do novo material de inéditas de Lady Gaga são "A-yo", "Joanne" e "Dancin
' In Circles", produção de Back e surpreendentemente é a mais comercial do álbum. Por que não escolheram esta como carro-chefe?

Tem muita carga emocional e dor no disco, isso fica mais nítido em faixas como "Joanne" e "Angel Down". "Hey Girl", com Florence Welch se destaca pela produção e vocal de ambas as cantoras.

Notas:

  1. Diamond Heart 61/100
  2. A-yo 80/100
  3. Joanne 100/100
  4. John Wayne 75/100
  5. Dancin In' Circles 90/100
  6. Perfect Illusion 65/100
  7. Million Reasons 85/100
  8. Sinners Prayer 80/100
  9. Come To Mama 65/100
  10. Hey Girl 68/100
  11. Angel Down 85/100


Resenha Crítica (33ª Edição): Lady Gaga- "Joanne" Resenha Crítica (33ª Edição): Lady Gaga- "Joanne" Reviewed by Ridval R. Ferreira on 15:50:00 Rating: 5

Postagem em destaque

O MUNDO SOMBRIO DE SABRINA: CONFIRA O TEASER DA NOVA SÉRIE

Nesta semana a Netflix divulgou o primeiro teaser da tão esperada série "O mundo sombrio de Sabrina", que está previsto para es...

Tecnologia do Blogger.