Breaking News
recent

Madonna completa 59 anos, relembre os maiores sucessos da rainha do pop

A rainha do pop Madonna completa nesta quarta-feira (16) 59 anos de idade, e para comemorar vamos lembrar de alguns de seus maiores sucessos.

"Like A Virgin"



Lançada em 1984 para seu segundo álbum de estúdio que é homônimo, tornou-se o maior sucesso da carreira da cantora, tendo sido considerada a quarta melhor canção de música pop de todos os tempos pela revista Rolling Stone em 2000. A canção foi escrita por Billy Steinberg e Tom Kelly e produzido por Nile Rodgers, Steinberg disse que a canção foi inspirada por suas experiências pessoais de romance. Ele foi escolhido por Madonna por Michael Ostin da Warner Bros. Records, após ouvir uma demo cantada por Kelly. No entanto, Rodgers inicialmente sentiu que a canção não tem um gancho bom o suficiente e não era adequado para Madonna, mas depois mudou de opinião .

"La Isla Bonita"



Lançada em 1987 e com uma pegada bastante latina, "La Isla Bonita" foi o quinto e último single do álbum "Trues Blue". No clipe Madonna está em um aparente conflito num apartamento em um bairro latino, cabelos curtos e castanhos, muitas velas e orações até que no fim Madonna surge vestida de "espanhola", feliz, e sai dançando pela rua. O percussionista brasileiro Paulinho da Costa aparece no principio tocando bongô.

"Like A Prayer"



Lançada em 1989 e dona de um dos videoclipes mais icônicos da história da música pop, "Like A Prayer" que é a faixa título do quarto álbum de estúdio de Madonna, foi composta e produzida pela própria juntamente com Patrick Leonard, sendo gravada em setembro de 1988 nos Johnny Yuma Studios em Burbank, Califórnia.

Primeira a ser gravada para o disco, a obra representou uma abordagem de composição mais artística e pessoal para a intérprete, assim como o resto da produção. Ela queria uma faixa mais madura e restrita, percebendo que precisava atender seu público adulto e seus novos fãs. Enquanto elaborava o número, Madonna teve a ideia de incluir palavras litúrgicas em suas letras, mas mudou o contexto em que elas foram utilizadas, fazendo-as ter duplo sentido. A artista quis que a música tivesse significados superficiais que forjassem sexualidade e religião com letras pop fluentes que provocassem uma reação nos ouvintes. O seu lançamento como o primeiro single do disco ocorreu em 3 de março de 1989 através das gravadoras Sire e Warner Bros., sendo comercializada nos formatos de CD single, fita cassete e vinis de sete e doze polegadas.

A canção parece ter um tema religioso, mas possui tópicos sexuais adjacentes. Tal feito foi conquistado com a adição de um coral gospel, cuja voz aumenta a natureza espiritual da faixa, enquanto uma guitarra rock a mantém obscura e misteriosa. O coral foi regido por Andraé Crouch, com Bruce Gaitsch, Chester Kamen e Guy Pratt sendo alguns dos músicos presentes durante a gravação da música. De acordo com a cantora, é um número que trata de uma jovem garota tão apaixonada por Deus que faz Dele a única figura masculina em sua vida. Suas letras foram inspiradas pela educação católica de Madonna e serviram como uma metáfora para relação sexual, contendo sentidos ambíguos referindo-se à felação e ao orgasmo.

Aclamado por críticos musicais devido à sua produção e seu afastamento dos trabalhos anteriores da artista, o single atingiu o topo das tabelas musicais de países como Austrália, Canadá, Dinamarca, Noruega e Reino Unido, tornando-se o sétimo número um de Madonna na parada estadunidense Billboard Hot 100 e vendendo mais de cinco milhões de cópias ao redor do mundo, convertendo-se em um dos mais vendidos de todos os tempos em formato físico.

"Express Yourself"



"Expres Yourself" faz parte do álbum "Like A Prayer", e fala sobre o empoderamento feminino, sugerindo mulheres para não escolherem uma segunda opção, e para colocarem seu amor à prova.

"Vogue"



Lançada em em 1990 para o álbum " I'm Breathless", foi inspirada pela dança de mesmo nome e pelos coreógrafos Jose e Luis Xtravaganza da comunidade "House Ball" do Harlem, a origem da dança, e eles introduziram vogue para ela no clube de Nova Iorque, "Factory Sound".

A letra da música é sobre se divertir na pista de dança, no entanto, os críticos têm notado temas subjacentes de escapismo na canção. "Vogue" também contém uma parte falada, em que Madonna cita várias celebridades de Hollywood. A canção foi recebida com apreciação crítica, com revisores descrevendo-a como uma faixa de destaque de "I'm Breathless".

"Erotica"



Faixa-título do quinto álbum de Madonna lançado em 1992, causou polêmica por explorar a temática sexual em um mundo pós-AIDS. pós o lançamento da canção, o Vaticano proibiu a entrada de Madonna no estado e sua música foi proibida em suas estações de rádio. A música e seus acompanhantes também foram proibidas no Líbano.

"Don't Cry For Me Argentina" 



Lançada em 1996 como single a trilha sonora do filme "Evita", estrelado pela própria cantora tornou-se um dos grandes sucessos de Madonna por mostrar seu potencial vocal ,alcançando o primeiro lugar em vários países, notavelmente na França, onde tornou-se sua segunda canção a chegar ao número um (depois de "La Isla Bonita"). Chegou ao top 10 nos E.U.A.

"Ray of Light"



Um dos maiores sucessos do repertório de Madonna, foi lançada em 1998 como faixa-título de seu sétimo álbum de estúdio. A obra foi aclamada pela mídia especializada, a qual prezou a sua composição, sua produção e seu "calor emocional". A maturidade e os vocais de Madonna no número também foram elogiados. A canção foi nomeada nas categorias de Record of the Year, Best Dance Recording e Best Short Form Music Video durante os Grammy Awards de 1999, conquistando as duas últimas. O single obteve êxito comercial ao liderar as tabelas da Espanha, classificando-se entre as dez melhores colocações na Austrália, no Canadá, na Europa e em outras quatro nações. Nos Estados Unidos, permanece como o maior debute de Madonna na tabela estadunidense Billboard Hot 100, estreando em sua posição de pico, que foi a de número cinco, além de converter-se no vigésimo terceiro tema da cantora a culminar no periódico Hot Dance Club Songs.

"Music"



Lançada em 2000, "Music" é a faixa-título do oitavo álbum de Madonna foi nomeado ao Grammy de Gravação do Ano.

"Hung Up"



Lançada em 2005 como primeiro single do aclamado décimo álbum de Madonna "Confessions of Dance Floor", fala sobre uma mulher forte e independente, que tem problemas em seus relacionamentos amorosos.

Hung Up" recebeu elogios de críticos musicais de música contemporânea, observando que a canção recuperou a grande popularidade de Madonna, que teve parte dela perdida devido às controvérsias políticas e sociais de seu álbum anterior, American Life, de 2003. A faixa obteve um grande sucesso comercial, chegando ao topo de paradas de 45 países ao redor do mundo, entrando para o Livro Guinness dos Recordes como a canção que mais ficou em primeiro lugar na história. A faixa tornou-se seu trigésimo sexto single a alcançar as dez primeiras posições da Billboard Hot 100, igualando-se a Elvis Presley. Atualmente, "Hung Up" totaliza mais de doze milhões de cópias vendidas em todo o mundo.

"Sorry"



Segundo single do álbum "Confessions of Dance Floor", foi bem recebida por críticos de música contemporânea, que disseram que era a faixa mais forte de Confessions on a Dance Floor. Alguns notaram ritmos influenciados pela música disco, enquanto outros compararam-a com as músicas dance lançadas anteriormente por Madonna. A canção atingiu a posição mais alta nas paradas da Itália, Espanha, Romênia e do Reino Unido, onde se tornou o décimo segundo single da artista a alcançar a primeira posição. No entanto, nos Estados Unidos, "Sorry" ficou apenas entre as sessenta mais bem colocadas, devido às rádios do país recusarem-se a executar a faixa.

"4 Minutes"



A parceria de Madonna e Justin Timberlake foi lançada em 2008 como primeiro single do décimo primeiro álbum da cantora "Hard Candy". O desenvolvimento da faixa foi motivado por um senso de urgência para salvar o planeta da destruição, e como as pessoas podem se divertir neste processo. A composição foi concluída através de discussões entre Madonna e Timberlake sobre diferentes situações, problemas e relacionamentos.

"Give It 2 Me"



Segundo single do álbum "Hard Candy", teve uma recepção positiva por parte da crítica , a qual os críticos disseram ser um "hino de auto-capacitação" e colocaram-na como um destaque do disco.

"Gimme All Your Luvin"



Lançada em 2012 como carro-chefe décimo segundo álbum de Madonna "MDNA", tem como parceria as rappers MIA e Nicki Minaj, o single teve um bom debut, entretanto caiu na semana seguinte de seu lançamento.

"Bitch I'm Madonna"



Lançada em 2015 como terceiro single do décimo terceiro álbum de Madonna "Rebel Heart", foi a música de maior destaque do disco por causa das celebridades que a cantora juntou no videoclipe da canção.
Ridval R. Ferreira

Ridval R. Ferreira

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Conteúdo de sites parceiros




Destaque do canal

Tecnologia do Blogger.