Breaking News
recent

Kesha perde processo para Dr. Luke


Finalmente chegou ao fim o processo Keha X Dr. Luke e infelizmente a juíza da Suprema Corte de Nova York, Shirley Kornreich,deu vitória ao produtor Dr. Luke contra todas as ações movidas pela cantora Kesha. Segundo o parecer final, as reivindicações de Kesha falharam por falta de provas e que as outras ações não trazem elementos comprovativos.


Ao relator sobre o ‘suposto’ caso de estupro sofrido por Kesha, Kornreich afirma que os fatos apresentados não confirmam que Luke obrigava e nem se aproveitava pelo fato da artista ser mulher: “Todo estupro não é um crime de ódio motivado pelo sexo”, escreveu.

Kornreich disse também que tal afirmação não pode ser baseado em observações abusivas e ameaças feitas ao longo de um período de dez anos – e que é preciso haver violência física ou danos materiais. A única alegação de que se encaixa nesse caso é a suposta agressão sofrida por Kesha durante um voo em 2008, mas que não se enquadram dentro do estatuto vigente: “A alegação nesse caso já prescreveu”, diz a juíza.

Em relação ao pedido feito pelo quadro depressivo e emocional da cantora, a juíza escreve que “insultos sobre seu valor como artista, aparência e peso são insuficientes, ultrajante e intolerável para constituir extrema conduta na sociedade civilizada.”

Para deixar a situação ainda pior, a juíza descartou qualquer possibilidade de reivindicação futura e tira a possibilidade de uma nova reabertura no processo. Recentemente, Kesha havia contratado novos advogados para conseguir alteração na primeira liminar perdida em janeiro.
Ridval R. Ferreira

Ridval R. Ferreira

Conteúdo de sites parceiros




Destaque do canal

Tecnologia do Blogger.