Breaking News
recent

Resenha Crítica (30º Edição): Sia- "This Is Acting"

Sia e sua maior obra prima: "This Is Acting"

O novo álbum da Sia é a melhor coisa que ouvimos nos últimos anos, o álbum tem a fórmula perfeita para alcançar a qualidade que tantos artistas almejam, ótimas músicas, ótimas letras, é pop, é comercial, é urban, é conceitual, é tudo de bom. (Você pode ouvi-lo pelo stream abaixo enquanto lê essa Review).




"Bird Seet Free" (90/100)

Sia começa o álbum com a grandiosa música "Bird Seet Free", que conta com a melhor letra do disco e fala sobre liberdade. Os agudos da música nos fazem ter exatamente a impressão que a música quer passar.

"Alive" (81/100)

O carro-chefe do disco já ganhou uma resenha crítica só dele na ultima edição publicada em nosso site. Então pouparemos falar desta grandiosa canção mais uma vez.

"One Million Bullets" (62/100)

A terceira é a faixa mais fraca do álbum até o momento, ela é uma faixa bastante romântica em sua letra, mas nada de tão cativante quanto as antecessoras.

"Move Your Body" (89/100)

Como todo bom álbum pop, é necessário ter alguma "farofa" para as pessoas baterem cabelo na balada, mas Sia caprichou um pouco mais e trouxe um hino pop poderoso em impactante digno de ser #1 nas paradas da Billdoard e do mundo todo.

"Unstoppable" (80/100)

Acostumada a compor músicas para a cantora Rihanna, facilmente imaginamos as músicas da compositora na voz de Riri e essa é uma delas. A música é muito boa e seu ponto principal está na repetição da frase "Unstoppable Today".

"Cheap Thrills" (89/100)

A faixa mais "estranha" do disco é dançante e ao mesmo tempo do disco, Sia reuniu vozes de crianças, uma gaita de fole holandesa e batida eletrônica em uma única canção e o resultado foi bom, talvez ela seja uma das poucas capazes de fazer isso.

"Reaper" (74/100)

Saindo do dançante e partindo para algo mais casual, Sia mostra sua potência vocal na acalmante  "Reaper", que não consegue nos decepcionar.

"House on Fire" (65/100)

Essa é uma música que não promete muito, mas cumpre bem o papel de nos prender ao álbum e nos fazer ouvi-lo até o final.

"Footprints" (60/100)

O álbum tem a sua maior baixa com a faixa "Footprints", entretanto essa não é daquelas músicas que a gente pensa em passar para a próxima.

"Sweet Design" (64/100)

Essa é a faixa mais "diferentona" de todo o álbum, é algo Urban que talvez nunca pensamos que Sia faria algum dia.

"Broken Glass" (92/100)

A cantora agora no final nos entrega a melhor faixa do disco "Broken Glass" que nos remete aquele todo potencial artístico que somente Sia é capaz de alcançar. Esse é outro grande hino do álbum.

"Space Between" (71/100)

Sia encerra o disco com uma música mais puxada pro indie e não decepciona, com um instrumental alá Lana Del Rey a cantora arrasa nos vocais.



Média do álbum: 70.5 
Ridval R. Ferreira

Ridval R. Ferreira

Conteúdo de sites parceiros




Destaque do canal

Tecnologia do Blogger.