“Eu odeio o Pitbul e não me importo em dizer! Ele é uma bosta”, declara Charli XCX

Popline
Charli XCX está prestes a lançar o álbum “Sucker” e a revista Rolling Stone publicou uma reportagem longa com ela. Na matéria, a cantora é muito franca ao analisar a indústria da música e de celebridades. Ela disse que está de saco cheio de todo mundo ser politicamente correto e fingir que gosta de tudo. “Isso é um grande tédio! Você não pode gostar de tudo! Você odeia algumas coisas. Diga o que você odeia. Eu odeio Pitbull e não me importo em dizer. Ele é uma bosta”, disparou a artista de “Break the Rules” e “Boom Clap”. “Ele também deve odiar as minhas músicas, e estou bem com isso”.


A Rolling Stone destaca que a gravadora enviou Charli XCX para um treinamento para aprender a falar com a mídia – o famoso “media training”. Mas, depois de algum tempo, o instrutor admitiu aos executivos que nunca teve uma aluna pior. “Eu fiquei tipo: o que eu fiz de errado?”, lembra Charli, que gosta de ser autêntica no que chama de “circo pop”. “Nos últimos dez anos, porque as pessoas sentem que os músicos têm que ser entediantes para serem bem sucedidos? Por que as pessoas têm que ser simpáticas?”.

Sua postura fica ainda mais complicada quando Charli XCX tem ataques de pânico. “Eu tive um realmente ruim quando estava no estúdio com Benny Blanco e Cashmere Cat. Eu basicamente corri para fora pela janela e arrastei metade das persianas comigo”, disse. “Era isso ou ir até eles e ter que suportar uma conversa longa sobre o motivo da minha piração, então eu pensei ‘janela já!’”.

About Ridval R. Ferreira

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.